NO AR

Rádio Ponte FM 98.5

pontefm98.com

Brasil

Frieira: confira 5 dicas para evitar lesões graves na pele

Quando não tratada adequadamente, a frieira pode evoluir para lesões cutâneas graves. Especialista dá dicas para evitar problema na pele

Publicada em 23/08/2022 às 10:16h - 91 visualizações

por Humberto Cassimiro


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Normalmente a frieira, ou pé de atleta, atinge as regiões entre os dedos das mãos e dos pés, mas podem atingir a virilha (imagem ilustrativa) - FOTO: Freepik  (Foto: )

Também conhecida pelo nome pé de atleta, a frieira é uma doença causada por fungos ou leveduras. A micose costuma atingir as regiões entre os dedos das mãos, dos pés ou a virilha.

Algo que muitas pessoas podem não saber é que, caso não seja tratada, a frieira pode evoluir para lesões graves na pele. Em alguns casos, as lesões podem causar até mesmo internações hospitalares.

A médica Rosana Lazzarini, professora de dermatologia na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo explica que os fungos e leveduras tem uma preferência por ambientes quentesúmidos e escuros.

 

Os fungos e leveduras são agentes que gostam de ambientes quentes, úmidos e com pouca iluminação.

 

"Isso justifica o comprometimento das regiões interdigitais dos pés. A instalação desses agentes se torna mais frequente devido ao uso constante de calçados fechados e com meias", pontua.

Quais são os sintomas da frieira?

A frieira tem, entre os seus principais sintomas, a coceiravermelhidãodescamação e rachaduras na pele. A médica alerta que a coceira frequente na regiões pode gerar fissuras que facilitam infecções cutâneas.

"Esses quadros são graves, podendo ser necessária a internação hospitalar, principalmente quando acometem pacientes diabéticos ou idosos", explica Rosana.

Médica dá 5 dicas para evitar lesões de pele

Em primeiro lugar, é importante que se tenha um diagnóstico correto sobre a frieira por meio de exames clínicos e micológicos. Somente após a confirmação o profissional de saúde pode receitar o uso de antifúngicos tópicos ou sistêmicos.

Por outro lado, junto ao tratamento com medicamentos e o acompanhamento médico, a professora de dermatologia explica que outros cuidados devem ser tomados para eliminar o fungo.

  1. Ficar com os pés livres, usando calçados abertos e arejados, sempre que possível.
  2. Evitar o uso do mesmo calçado por muitos dias seguidos.
  3. Evitar colocar calçados fechados logo após o banho. O ideal é que tanto a meia quanto o calçado seja colocado pouco antes de sair do ambiente.
  4. Secar bem o a região afetada pela frieira, fazendo o uso de toalha ou secador de cabelo (em temperatura moderada para evitar problemas).
  5. Evitar usar a mesma meia por várias vezes sem as lavar.

* Com informações do blog Casa Saudável, da colunista Cinthya Leite.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

081 3522-1356

Visitas: 141541
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - Rádio Ponte FM 98.5 - Radio Ponte FM 98.5 Fone: 81-3522-1356 Endereço: Rua João Paes Barreto 42a Alto do Sol, Ponte dos Carvalhos, Cabo de Santo Agostinho-PE