NO AR

Rádio Ponte FM 98.5

pontefm98.com

Brasil

Marília Arraes comenta decisão de partido em expulsar advogado que atacou o STF e confundiu livro

Advogado Hery Waldir Kattwinkel Junior é expulso do Solidariedade após ataques ao STF, vice-presidente do partido, Marília Arraes, comenta sobre situação

Publicada em 18/09/2023 às 08:51h - 41 visualizações

por Cynara Maíra


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Após o Advogado Hery Waldir Kattwinkel Junior ser expulso do Solidariedade, Marília Arraes comenta sobre ação do partido. Entenda posicionamento da vice-presidente nacional da sigla e confira mais sobre caso ocorrido no julgamento do STF - Reprodução  (Foto: )

A ex-deputada federal Marília Arraes (Solidariedade) se pronunciou sobre o caso de Hery Waldir Kattwinkel Junior, advogado expulso do Solidariedade após atacar o Supremo Tribunal Federal (STF) durante a defesa de um réu preso nos atos de 8 de janeiro. 

Kattwinkel viralizou na internet após confundir o livro de teoria política de Nicolau Maquiavel, "O príncipe", com a história infantil francesa "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry. O advogado era filiado do Solidariedade pela cidade de Votuporanga e foi expulso pelas presidências do partido em âmbito nacional, estadual e municipal após declarações sobre o STF. 

Marília Arraes comenta expulsão de advogado que atacou o STF

Como vice-presidente nacional do Solidariedade, Marília Arraes divulgou seu apoio à decisão do partido em expulsar o advogado Hery Waldir. O motivo apresentado pela sigla para expulsão foi a de considerar que houve desrespeito contra a máxima Corte brasileira durante a defesa de seu cliente. 

Sobre o tema, Marília afirmou em suas redes sociais que deve ser papel das instâncias partidárias impedir atos antidemocráticos dentro de suas próprias unidades. Segundo a ex-deputada federal, é papel dos partidos "defender o Estado Democrático de Direito" e que o Solidariedade não poderia tolerar ataques ao STF por parte de seus filiados "sem agir exemplarmente" contra. 

INVASÃO BRASÍLIA 8 DE JANEIRO: STF inicia SEGUNDO DIA de JULGAMENTO de envolvidos em ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS

Entenda situação de advogado durante julgamento no STF sobre o 8 de janeiro

Durante a defesa de seu cliente, réu dos atos de 8 de janeiro, o advogado utilizou seu tempo para atacar os ministros do STF e apresentar fake news sobre os magistrados. Em certo momento Hery chega a comparar com os campos de concentração do Holocausto o presídio da Papuda, local em que diversos acusados dos atos antidemocráticos estão confinados. 

Após as declarações de Hery Waldir, Alexandre de Moraes rebateu e declarou que não houve defesa, mas sim "um discursinho para postar nas redes sociais", Moraes ainda afirmou que o advogado mostrou para alunos que assistiam a sessão do que um advogado não deveria fazer. 

Alexandre de Moraes ainda corrigiu o advogado, indicando que a frase "os fins justificam os meios" faz referência ao livro "O príncipe" de Maquiavel, não havendo relação com o livro "O pequeno príncipe". 

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

081 3522-1356

Visitas: 141529
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - Rádio Ponte FM 98.5 - Radio Ponte FM 98.5 Fone: 81-3522-1356 Endereço: Rua João Paes Barreto 42a Alto do Sol, Ponte dos Carvalhos, Cabo de Santo Agostinho-PE